RUA AUGUSTA E CAIS DA RIBEIRA DISTINGUIDAS PELA “CONDÉ NAST TRAVELER”

Na viagem por Lisboa e pelo Porto, não podem faltar os passeios pela afamada Rua Augusta, na capital, e no Cais da Ribeira, na Invicta. Para a revista espanhola “Condé Nast Traveler”, estas são mesmo duas das 31 ruas do mundo que todos devíamos conhecer antes de morrer.

“De rua em avenida, de passeio em beco, esta é uma selecção dos pavimentos e calçadas mais bonitas que encontrámos em todo o mundo”,. É assim que tem inicio o artigo, ontem, publicado pela Traveler, que aconselha a um calçado confortável para desfrutar destas ruas maravilhosas.

Em Lisboa, a capital que “tem o charme do velho e do novo e a mistura de ambos numa simbiose inigualável”, é obrigatório um passeio pela Rua Augusta. A Traveler descreve-a como “uma rua ampla, brilhante e de visita obrigatória para se conseguir captar a essência da cidade”, não deixando claro, para trás a oportunidade se passar sob o Arco do Triunfo.

No Porto, o destaque vai para o Cais da Ribeira. Para a Condé Nast Traveler , esta é “sem dúvida, a melhor panorâmica que podemos obter da cidade é a partir da sua ‘artéria’ de água doce, o Douro”. É aqui que os visitantes podem escolher a embarcação para desfrutar do Rio Douro, que mais se adapta ao seu gosto.

HOTELARIA DE LISBOA TEVE 2013 POSITIVO

Ocupação por quarto, preço médio por quarto vendido e preço médio por quarto disponível – todos estes indicadores hoteleiros se revelaram positivos em Lisboa durante o ano passado, em todas as categorias de hotéis de Lisboa, segundo revela o Observatório do Turismo de Lisboa.

LISBOA É A MELHOR CIDADE PARA VISITAR, INVESTIR E VIVER

Lisboa é a melhor cidade para viver, investir e visitar em Portugal, revela um estudo da Bloom Consulting sobre as “marcas-cidade” que avaliou e classificou a eficácia de cada um dos 308 municípios portugueses de acordo com a sua performance nas vertentes de investimento, turismo e talento.

A capital lidera o ranking nas três categorias. É considerada a melhor cidade para investir, para viver e para visitar. Segue-se a cidade do Porto, a segunda melhor cidade para negócios, a terceira para fazer turismo e a quarta melhor do País para se viver. Braga, Oeiras e Coimbra surgem nos lugares imediatamente a seguir.

Lisboa e Porto são as principais portas de entrada em Portugal para investidores e turistas.

O ranking regional é marcado pela liderança isolada do município do Porto, seguido do município de Braga e do “cluster” de cidades nortenhas constituído por Guimarães, Viana do Castelo, Maia e Matosinhos. A Bloom realça que sete das 25 cidades mais bem colocadas no ranking nacional localizam-se na região Norte.

“Uma “marca-cidade” é um ativo para os municípios. Deve ser gerida de forma a potenciá-los e com o propósito de alcançar diferentes objetivos. Segundo a nossa metodologia, existem três dimensões primordiais através das quais se pode aferir, de forma tangível, o potencial de uma “marca-cidade”: comércio (investimento), turismo e talento”, explica Filipe Roquette, diretor geral da Bloom Portugal, em comunicado.
Especializada no trabalho de “marcas-país”, um pouco por todo o mundo, a Bloom Consulting acaba de iniciar a sua atividade no mercado português. Com base neste know-how adquirido através da publicação do Bloom Consulting Country Brand Ranking, a consultora desenvolveu, pela primeira vez, o Bloom Consulting Portugal City Brand Ranking.

Fonte: Multicom

PORTO ELEITO MELHOR DESTINO EUROPEU 2014

O Porto foi mais uma vez eleito o Melhor Destino Europeu pela European Consumers Choice, organização internacional, sediada em Bruxelas. Depois de um período de votação online que durou três semanas, o Porto ganhou o título, com 14,8% dos votos, derrotando outras grandes cidades europeias. Zagreb, Viena, Nicósia, Budapeste, Ilha da Madeira , Milão, Madrid , Berlim e Roma são os destinos que se seguem para umas férias em “city-trip”, em 2014.

TURISMO VAI CONTINUAR A CRESCER NA EUROPA EM 2014

A tendência positiva de crescimento no sector do Turismo na Europa vai manter-se em 2014, de acordo com o mais recente inquérito do Eurobarómetro. O sector tem sido um motor do crescimento económico impulsionado pela procura doméstica em 2013, com mais pessoas a optarem por passar férias fora do seu país mas dentro dos estados membros da União Europeia. Em 2013, 38% dos europeus passaram as férias noutro país da UE, mais cinco pontos percentuais do que no ano anterior. E apenas um quinto resolveu tirar férias fora dos 28 países que integram a UE, um decréscimo de 2% face a 2012.

Ricardo Pereira Apaixonado Pela Cidade De Lisboa

RICARDO PEREIRA, português, (apresentador, ator de filmes e telenovelas)

Ricardo Pereira Apaixonado Pela Cidade De Lisboa

O ator português vive há 10 anos no Rio de Janeiro, mas continua bem antenado em Lisboa. Alfacinha da gema, ele é um excelente guia para apresentar a cidade.

Os meus passeios preferidos?
Lisboa tem lugares incríveis como o Jardim-Miradouro São Pedro de Alcântara, citado pela Glória Pires – e outros pontos como o Castelo de São Jorge, onde podemos apreciar um final de tarde incrível com um pôr-do-sol lindo. Em frente à Igreja da Graça, o Miradouro Sophia de Mello Breyner Andresen. O Jardim do Torel, um jardim perto do Campo de Santana, onde podemos ter uma perspectiva inclinada da cidade de Lisboa. Temos ainda o Miradouro de Santa Catarina, conhecido por Adamastor, também ele imperdível.

Onde gosto de comer?
No restaurante Aqui há Peixe, no Chiado, onde se come um peixe fresquinho que é uma das receitas mais tradicionais de Portugal. O 100 Maneiras e o Cantinho do Avillez, também no Chiado, são restaurantes de novos chefes da gastronomia portuguesa que estão dando cartas pelo mundo fora. Temos também um restaurante muito particular que se chama Pap’Açorda, e fica no meio do Bairro Alto, na Rua da Atalaia, e é um lugar incrível onde se encontram receitas portuguesas antigas.

Para curtir a noite?
Relativamente à noite lisboeta, acho bom conhecerem o Lux, a Fábrica Braço de Prata, o Clube Ferroviário, e os bares na zona do Bairro Alto. Aí podem andar a pé e divertirem-se muito, muito mesmo!

Onde faço minhas compras e o que levo de presente de Lisboa?
Eu gosto de lojas de rua, e de vez em quando gosto de ir a shoppings. Há duas zonas emblemáticas para compras: a Avenida da Liberdade e o Chiado. Adoro passar na Luvaria Ulisses e no Santini (sorvetes) para acompanhar as compras. Como presente, gosto sempre de levar para os meus amigos um bom vinho ou um bom azeite, e há um símbolo que é kitsch, mas eu gosto de oferecer, que é o Galo de Barcelos, e hoje, além dos tradicionais, temos outras versões mais modernas e coloridas.

Fonte: lisboaconvidabrasil.com/

Tony Ramos Apaixonado Pela Cidade De Lisboa

Tony Ramos Apaixonado Pela Cidade De Lisboa

TONY RAMOS, brasileiro, (apresentador, actor de filmes e telenovelas)

“Eu teria que falar algumas horas, sem exagero, para descrever o que me atrai em Lisboa.”
É assim que Tony Ramos começa a sua conversa sobre a cidade. “O que mais me chama a atenção em Lisboa é a luz, que é muito particular. Quando eu chego gosto de sair caminhando. Começo pela Avenida da Liberdade, cruzo o Rossio, entro pela Rua do Carmo e vou subindo até à Brasileira para tomar um bom café!”

Os meus passeios preferidos?
Ir à Torre de Belém. Tem um significado histórico muito forte, até me arrepia. Tirar alguns minutos no Mosteiro dos Jerónimos. Mesmo que você seja ateu, agnóstico… não importa, fique ali quieto contemplando. E faça sua meditação ou oração, ou reza, como quiser. Pegar o trem no Cais do Sodré, ou alugar um carro e ir até Cascais que tem restaurantes junto ao mar maravilhosos, com ótimo marisco e peixe fresco. Para quem gosta de jogar, tem ali do lado o maior casino da Europa: o Casino Estoril.

Ir até Sintra. Bela e nostálgica. Sintra é uma cidade impressionista, é um quadro presente e vivo carregado de história.

Por último, mas nunca em último, nem à frente, mas sempre presente: Óbidos. Óbidos sem dúvida vale a pena. Se você estiver de automóvel, vá passar um dia ao Alentejo, durma numa daquelas pousadas, tem ótimas ali. Vá almoçar ao restaurante Fialho, em Évora. Beba um bom vinho. Hoje o Alentejo tem, sem dúvida, grandes vinhos. Se quiser ir para norte, não deixe de subir o rio Douro de barco. Também o Douro tem restaurantes e hotéis maravilhosos.

Um presente para levar de Lisboa?
Há tanta coisa para você trazer de Lisboa… Você pode trazer uma boa aguardente, umas ginjinhas ‘com elas’, uma gravura, um livro. Tem tanta boa literatura portuguesa para comprar.

Onde gosto de comer?
Solar dos Presuntos. Fale com o Sr. Evaristo e peça um arroz de lavagante. Eu adoro os arrozes das tascas e restaurantes de Lisboa, com peixe e frutos do mar. Pastéis de Belém, para depois da visita ao Jerónimos. Coma um, dois, três! É uma delícia. Gambrinus é um ótimo restaurante. Adoro o polvo do Sr. Luís, que fica na Charneca da Caparica, do outro lado do Rio.

Meus hotéis preferidos?
Sem dúvida, o Ritz que é excepcional, sempre. O Tivoli Lisboa é um ótimo hotel muito bem posicionado na Avenida da Liberdade e tem um terraço com uma vista maravilhosa onde você pode almoçar. O Pestana Palace, lá em Alcântara, acima dos Jerónimos, na Ajuda, que é um palácio histórico, muito bonito. Adorei ter ficado ali. O NH é um ótimo hotel, diferente, já que é um hotel residência, mas muito bom e com um ótimo brunch…

Fonte: lisboaconvidabrasil.com/

Glória Pires Apaixonada Pela Cidade De Lisboa

Glória Pires Apaixonada Pela Cidade De Lisboa

GLÓRIA PIRES, brasileira, (apresentadora, atriz de filmes e telenovelas)

Tem sangue português, e talvez seja essa a razão de tanto sentimento em relação à cidade, explica a atriz enquanto fala de Lisboa: “Tem aquela coisa do início, do começo, e é tão bonito quando você está passeando e de repente se depara com a Torre de Belém ou os Jerónimos. É grandioso, emocionante e tocante. Eu sinto sempre uma sensação muito forte, como se as minhas raízes estivessem ali, e estão, na verdade.”

Os meus passeios preferidos?
Jardim-Miradouro São Pedro de Alcântara, com todo o casario no fundo, a vista é linda. Passear no Chiado. Os Jerónimos e a Torre de Belém.

Onde e o que gosto de comer?
Recomendo os restaurantes XL e A Travessa, são ambos muito bons. Gosto de comer bacalhau, claro! E todos os doces tradicionais, em especial os ovos moles, os pastéis de Santa Clara e o toucinho do céu.

Um presente para levar de Lisboa?
Um livro de Fernando Pessoa. Sempre, é intemporal.

The Guardian Inclui Lisboa no Top 10 das Cidades Mais Acessíveis para City Breaks

The Guardian Inclui Lisboa no Top 10 das Cidades Mais Acessíveis para City Breaks

Lisboa é uma das dez cidades mais acessíveis recomendada pelo jornal “The Guardian” para realizar um city break e uma das mais económicas para celebrar o Dia de São Valentim ou o Fim do Ano, por exemplo.

No Top 10 das cidades mais acessíveis para city breaks, incluindo duas noites e voos, Lisboa surge, assim, na 9.ª posição, enquanto o 1.º lugar, correspondente à mais barata, é ocupado por Budapeste, e o último por Praga, a mais cara.

Quanto ao alojamento, a capital portuguesa é a 2.ª mais barata do Top 5, apenas superada pela capital húngara: Budapeste. Istambul ocupa a 3.ª posição e as cidades espanholas de Barcelona e Madrid encerram a lista, apresentando ambas o mesmo preço.

Para quem pretenda ir ao supermercado para fazer compras, Lisboa é identificada como a 3.ª cidade mais acessível, superada por Budapeste e Praga, respetivamente, e seguida por Barcelona e Split.

Relativamente aos museus mais populares, a capital portuguesa, com o Museu de Arte Antiga, surge em 4.º lugar, situando-se o mais caro em Istambul e o mais barato em Budapeste.

E para quem pretenda celebrar o Dia dos Namorados, Lisboa é a 2.ª melhor opção (a mais barata é Budapeste e as mais caras Madrid e Praga, que apresentam o mesmo preço), enquanto para festejar o ano novo a capital portuguesa é a mais dispendiosa e Barcelona a mais barata.

Fonte: The Guardian

New York Times RENDIDO À Noite De Lisboa

O Hot Clube de Portugal, o B.Leza, o Vinyl e o Can The Can foram os espaços eleitos por uma reportagem do New York Times para falar sobre a música que se ouve em Lisboa. O jornal diz que nos últimos dois anos surgiram “spots inovadores” para ouvir música na capital.

Uma volta pelos espaços noturnos da cidade mostra que há música de todos os estilos de várias partes do globo, desde o indie jazz até às experiências eletrónicas. O texto começa com uma descrição da recuperação do Hot Club, que sofreu um incêndio em 2009, tendo sido depois recuperado com o apoio de dinheiros públicos.

“Muita gente pensa que Lisboa é só fado mas há muita mais para ouvir”, diz Luís Rodrigues, editor de música da Time Out e que é citado no artigo. O roteiro do jornal começa no Hot Club e acaba no B.Leza, passando pelo Vinyl e o Can the Can. O artigo foi publicado na quarta-feira.

Fonte: New York Times

Contactos:

Não hesite em contactar-nos para tirar dúvidas ou pedir uma simulação de valores!