ELEVADOR DE SANTA JUSTA FAZ HOJE 112 ANOS

O Elevador do Carmo ou, como desde muito cedo se tornou conhecido, de Santa Justa, assinala hoje o 112.º aniversário da sua inauguração. O “Ex libris” da Baixa lisboeta, hoje propriedade da CARRIS, foi projectado pelo Eng.º Raul Mesnier de Ponsard e era, na origem, propriedade de uma empresa especialmente criada para a sua construção e exploração, a Empresa do Elevador do Carmo.

Aberto das 10.00 H às 17.00 H (encerrando ao Sábado para almoço das 13.00 H às 14.00 H, Domingos e Feriados), na Rua 1.º de Maio, este é, sem dúvida, um lugar de passagem obrigatória, em Lisboa.

LISBOA NA 38.ª POSIÇÃO DAS CIDADES MAIS VISITADAS DO MUNDO

A MasterCard apresentou, ontem, os resultados da quarta edição do Global Destinations Cities Index, que coloca Lisboa como a 38.ª cidade mais visitada do mundo.

A capital portuguesa subiu um lugar relativamente a 2013 e encontra-se no primeiro terço da tabela, num ranking global de 132 cidades. Se atendermos apenas às cidades europeias mais visitadas, Lisboa fecha o top 15.

As estimativas apontam para cerca de 3,15 milhões de visitantes internacionais a pernoitar na capital portuguesa, em 2014, o que representa uma subida de 310 mil visitantes comparando com 2013.

No que diz respeito aos montantes despendidos pelos visitantes internacionais em Lisboa, o índice da MasterCard estima que este ano atinjam os 1,4 mil milhões de euros, face aos 1,17 milhões de euros registados em 2013.

850 MIL TURISTAS QUISERAM SABER MAIS SOBRE LISBOA

Um total de 850 mil visitantes foi atendido nos Postos Ask Me do Turismo de Lisboa nos primeiros seis meses deste ano, o que reflete uma quase duplicação do número registado no período homólogo do ano passado (480 mil), informa o Turismo de Lisboa em comunicado.

No semestre em análise, os Postos de Turismo Ask Me foram procurados por turistas de mais de meia centena de nacionalidades, o que atesta a crescente diversidade de mercados emissores e a notoriedade internacional do destino, salienta.

De entre os turistas que se dirigiram aos 13 postos de Turismo situados em Lisboa, Sintra, Ericeira, Estoril e Cascais, destacam-se os franceses e os espanhóis, seguindo-se os visitantes oriundos da Alemanha, Reino Unido, Estados Unidos da América, Itália e Brasil.

OTIMISMO NA HOTELARIA PORTUGUESA

Os preços na hotelaria nacional subiram 9,09 por cento este mês comparativamente com o período homólogo do ano passado, situando-se em 108 euros face a 99 no ano passado, indicam dados agora publicados pelo trivago Hotel Price Index.

Os aumentos mais significativos dizem respeito ao Estoril (+86,32 por cento) e a Loulé (+53,62 por cento), seguindo-se Albufeira (+32,20 por cento).

Os destaques negativos, na comparação com julho do ano passado, referem-se a Guimarães (-14,44 por cento), Viana do Castelo (-9,9 por cento) e Sintra (-7-32 por cento), que são agora, prossegue, destinos bem mais em conta, apesar do aumento generalizado dos preços em Portugal. Lisboa permanece, entretanto, em queda desde a final da Liga dos Campeões, mas ultrapassa já os valores de 2013: 103 euros é o preço de uma noite em quarto duplo este mês, face a 94 euros no ano passado (+9,57 por cento).

PORTUGAL NA CRISTA DA ONDA

Portugal possui cerca de metade das 19 melhores praias da Europa para fazer surf, situadas nas regiões de Lisboa e do Algarve, indica um artigo agora publicado na edição online espanhola da revista Condé Nast Traveller. Sob o título “As melhores praias da Europa para fazer surf”, a primeira referência deste artigo vai, precisamente, para Sagres. Uma imagem de um surfista, equipado com a sua prancha e contemplando o oceano, ilustra o pequeno texto que serve de abertura à lista de spots de surf. Peniche, onde águas límpidas, quilómetros de areal e ondas tornam este destino num “paraíso surfista”, é a recomendação lusa seguinte do artigo, que se debruça, nomeadamente, sobre praias lendárias, águas cristalinas, ondas e surf, e no qual a autora, Sara G. Núñez, acaba por perguntar: “Será que se pode pedir mais?”.

Prosseguindo para o Algarve, a articulista afirma que, para além de destino igualmente privilegiado para a prática desta modalidade desportiva, o visitante deve desfrutar da ambiência que a região proporciona. Carrapateira, Praia do Tonel e Praia do Castelejo, constituem, entre outras, um must a não perder.

A Praia do Guincho, em Cascais, é a referência que se segue, destacando-se pelas qualidades que apresenta para a prática de surf e pela paisagem única que oferece.

O roteiro prossegue com passagem pela Praia de Santa Cruz, em Torres Vedras, reveladora de uma natureza selvagem e uma das mais concorridas da zona, onde é habitual a prática de surf e de bodyboard.

E a terminar os spots de surf portugueses, está a Praia dos Coxos, na Ericeira, uma localidade onde, segundo a articulista, abundam os aromas e os sabores a mar, declarada reserva mundial de surf. Para além da Praia dos Coxos é ainda recomendada a Praia de Ribeira d´Ilhas.

E A “COISA MAIS LINDA!” É: A COMPORTA

Caraterizada por uma atmosfera relaxada, praias indómitas e uma alma eco-chique, a Comporta converteu-se no destino de que todos falam, destaca a edição espanhola da revista Vogue.
Num artigo profusamente ilustrado com imagens do destino e subordinado ao título “Coisa mais linda!”, a Vogue diz que a Comporta oferece praias infinitas de areia suave, campos de arroz de um verde vibrante e casas típicas de pescadores.

“A uma hora a sul de Lisboa e situada na reserva natural do estuário do rio Sado, (a Comporta) é um postal que espalha encanto e que seduz os viajantes mais exigentes que buscam um destino estival realmente autêntico”, refere o texto, salientando que celebridades como os Casiraghi ou Christian Louboutin são frequentadores habituais da Comporta.

E o texto, extremamente elogioso para a Comporta, prossegue: “Se há algo que inequivocamente define este lugar é a sua atmosfera mágica” e, “porque o tempo para nesta costa do poderoso oceano Atlântico, há que desfrutar da Comporta pelo menos uma vez na vida”.

O respeito pela sustentabilidade evidenciado pela construção existente e a diversidade e qualidade da gastronomia local não deixaram, também, a Vogue indiferente, já que faz diversas recomendações.

LISBOA NO TOP 15 DAS CIDADES COM FRENTE MARÍTIMA

Lisboa integra uma lista de 15 cidades, de vários continentes, possuidoras de uma frente marítima cujas caraterísticas lhes conferem uma beleza única e diferenciadora, lê-se num artigo publicado pelo portal de notícias e agregador de blogues norte-americano The Huffington Post.
Assinado por Emily Wasserman, o artigo, intitulado “As 15 melhores cidades com frente marítima”, refere que cada uma das referenciadas evidencia uma personalidade ímpar, centrada na sua frente marítima.

Uma imagem do casario de Lisboa que se estende junto ao rio Tejo, ilustra o texto dedicado à capital portuguesa, possuidora de panorâmicas maravilhosas, as quais podem ser desfrutadas ora caminhando pelas suas ruas empedradas ora subindo as suas escadarias.
O Castelo de São Jorge e a Baixa Pombalina são spots a não perder numa visita a Lisboa, tal como Alcântara e Belém. Nota, ainda, para o Oceanário.

PORQUE NOS DEVEMOS TODOS MUDAR PARA CASCAIS

Cascais é tema de referência na última edição da revista Monocle, que lhe dedica um artigo de oito páginas, profusamente ilustrado, e destaca, na capa, “Porque nos devemos todos mudar para Cascais”.

Com duas chamadas de capa, Cascais é descrito como um destino muito acolhedor, com uma oferta turística muito variada e como um refúgio para quem pretende fugir ao bulício das grandes cidades.

O património edificado, o sol, a praia e a beleza natural que enquadram Cascais, atualmente com 35 mil residentes, são elogiados pela revista, segundo a qual a vida ali é para ser vivida sem pressas. Ao longo da reportagem, é também dada voz a estrangeiros que falam das razões que os levaram a optar por viver em Cascais.

Referenciado como um destino que combina praia, serra e lazer, Cascais, cuja agenda cultural é igualmente motivo de destaque, apresenta uma localização privilegiada e a curta distância de Lisboa, frisa ainda o texto.

Cascais, “o enclave de Lisboa onde a arquitetura e a vida de praia se encontram e todos têm um final feliz”, é outra das menções feitas ao destino na edição de julho/agosto da Monocle, que destaca ainda Cascais como “Summer in the City” (Verão na Cidade).

Contactos:

Não hesite em contactar-nos para tirar dúvidas ou pedir uma simulação de valores!